CORDILHEIRA DOS ANDES

CORDILHEIRA DOS ANDES
Complexo Hoteleiro localizado a 3 mil metros de altitude na Cordilheira dos Andes, na estação de sky Valle Nevado em Santiago do Chile - Foto 03.05.2012

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Conflito de Gerações

O hábito da leitura apesar da tecnologia, nos empresta oportunidades de navegar em devaneios que por vezes nos parecem eternizados no tempo. Somos o que pensamos ser, logo somos fruto do nosso pensamento. Então poderíamos nos perguntar: vivemos a era da geração cibernética? Em que mundo vivemos? Em uma das habituais leituras matinas ao ronco do chimarrão, José Augusto Becker empresta momentos de luxo ao hábito de pensar. Ficaria melhor disséssemos, raciocinar, o que convenhamos é hábito em desuso quando temos uma mídia que nos despeja, diariamente tudo mastigado a seu sabor e de acordo com sua visão jornalística. A uma obra prefaciada, determinado escritor expôs uma linha de raciocínio um tanto conflitante à sua época mas nunca tão atual como em nossos tempos. Ao tratar da razão do homem em progressos contínuo relacionado ao instinto dos animais que através dos tempos, permaneceu imutável. “O homem está na ignorância na primeira fase de sua vida; mas es se instrui incessantemente na medida em que sua idade vai avançando. Isto porque ele (o homem com espécie e não gênero), aproveita não somente a sua própria experiência, mas ainda a experiência dos que lhe antecederam, vez que guarda sempre na sua memória os conhecimento que ele mesmo adquiriu e mais os conhecimentos dos homens que o antecederam, lançados e presentes como registro, nos livros deixados”. Trata ainda que “cada um dos homens avança, dia a dia, nas cilênias, mas todos os homem, no coletivo, estão em continuo progresso na medida em que o universo vai envelhecendo, porque, o mesmo fenômeno que sucede durante as diferentes idades de uma humanidade singular, isto também ocorre com toda humanidade. Assim, os mais velhos devem – com certa simpatia - dar atenção às idéias dos jovens. Estes, os jovens devem afetuosamente escutar e perguntar os mais velhos, sobretudo, aqueles que deixaram legados com responsabilidade, amadurecidos pela idade, não misturem seus pensamentos a nenhuma paixão de partido, religião ou ainda reivindicações amargas”. Assim os velhos têm necessidade de impulso dos jovens para não pararem de crescer e crescem pelo puro convencimento enfático e os jovens precisam dos mais experientes ou mais velhos como queiram, pois estes não tem mais nenhum interesse em enganar alguém. Ao menos, estamos lidando com a regra. Trata-se pois o acúmulo do conhecimento adquirido pelo tempo com o aperfeiçoamento da lapidação da pedra bruta para que o tempo entregue a sabedoria aos mais jovens. Todos os nossos pensamentos, carregam o sinal de nossos antepassados, tanto em conceitos traduzidos em palavras, quanto como na estrutura social e comportamental. Por isso o verdadeiro conhecimento de pensar é aquele que, mesmo da linguagem simples de uma ciência universal da linguagem, procura alcançar a realidade mediante a harmonização de idéias mesmo que pareçam diferentes linguagens parecendo solidão. O que move o universo do tempo são certamente elementos que merecem ainda muito a compreender. Perdoem-me a ousadia do tema, mas a reflexão que trago neste cenário é de extrema complexidade pois o que vemos hoje envolvidos nos conflitos políticos, pessoas envolvidas com escândalos, não são jovens e ousados aspirantes a cargos ou detentores de cargos públicos. Pelo contrário; são os mais velhos que deveriam estar ao lado dos netos e netas esbanjando sabedoria, na arte de lhes levar a divina dignidade da honra de comportamento da ética. Contudo emporcalham, a sabedoria na arte de enganar. Pense nisso e não deleguem tais prerrogativas a seus filhos e netos. E-mail: cos.schneider@gmail.como

Nenhum comentário: